19/11/2012

O Jardim de Letícia - Uma garota chamado sofrimento

16 anos de caos e confusão
Por Marco Buzetto

ADENDO:

Esta história é baseada em fatos reais. O nome da garota será preservado, assim como quaisquer informações descritas nesta história. Chamaremo-na, então, Letícia.
Sendo assim, qualquer semelhança que venha a se encontrar neste texto será mera coincidência.
 
Parte VII


Se Letícia houvesse nascido na velha Londres do século XIX com certeza estaria rica. Seria a senhora do prazer na cidade. Sua fama ultrapassaria todos os limites. Até alguém acabar com sua vida ao fio de uma lâmina, ou encontrando a morte em doenças sexuais da época. O que Letícia fazia não era original. E ela não tomava o sexo como profissão; apenas como satisfação pessoal. Porém, o que fazia de Letícia uma garota digna de análise era o fato de possuir seus 16 anos de idade, e uma fúria sexual inigualável. Amigos, inimigos, chegados; médicos, policiais, professores; tanto faz. Letícia estava lá, com as pernas abertas e sem barreiras, em posição de fácil acesso.

Letícia, uma garota esquecida pelo cotidiano, mas que servia muito bem aos princípios de homens sem princípios. Não importava se transasse com homens solteiros, ou com casados e com filhos. A idéia era se perder cada vez mais.
 
(continua na Parte VIII)