16/03/2012

O Céu está em Chamas - Parte V


O que pensar a respeito do comportamento humano em tom de degeneração geral da sociedade? Podemos dizer que este tipo de pessoa não pensa, por um segundo sequer, em conseqüências reais. São imediatistas, minimalistas intelectuais. Sequer possuem uma intelectualidade. Devemos respeito principalmente aos organismos unicelulares, por exemplo, às amebas. Cumprem sua função, que normalmente não sabemos qual é, e vivem o bastante para pensar que tudo está correto no mundo... Correto o bastante em suas vidas, para que estas possam prosseguir sem mais problemas. O que há errado em uma boa cervejada, muita droga e prostitutas... Ainda mais se estas foram cristãs fervorosas por debaixo da batina?
Tudo bem; é verdade que está parte deste livro medíocre não demonstra o menor sentido em suas palavras. Porém, o que possui sentido em nossos dias? O Ser humano se resume a isto... A exatamente isto: uma completa falta de sentido, de razão de ser. Sua existência é incompreensível e desnecessária.

Deixo minha visão nietzschiana de lado a respeito destas dissertações. Mas proponho uma revisão dos “valores” niilistas da existência e dos valores da humanidade. Para quê vocês servem afinal?