26/04/2011

Dica cultural da semana

Lobão - 50 Anos a Mil

Depois de passar o ano de 2010 falando, pedindo de presente, reservando a compra e esperando incansavelmente o lançamento bibliográfico do ano, em minha opinião, eis que finalmente é lançada autobiografia de João Luiz Woerdenbag Filho, eternizado como Lobão.

Confesso que li o livro o mais rápido que pude entre os meses de 12/2010 e 02/2011, e agora termino de lê-lo novamente neste mês; como eu disse ao próprio Lobão, defini esta espera como “se esperasse o CD Reunion do Black Sabbath”.

O livro conta com a narrativa absoluta da vida de Lobão desde sua infância até a atualidade, passando por todas as fases de sua vida, como filho, baterista, garoto de escola, compositor, músico...; da banda progressiva Vímara com os músicos e amigos Lulu Santos, Fernando Gama, Luiz Simas e Richard “Ritchie” David Court, apoiados pelo músico Patrick Morez, tecladista da banda progressiva YES.

Lobão também narra detalhadamente sua vida como roqueiro e ícone subversivo da sociedade brasileira, como foi titulado pelas mídias e polícias da época.

Da morte de sua mãe, a qual Lobão afirma ter sido suicídio, as viagem pelo mundo como músico e também viagens maiores ainda regados a muita cocaína, entre outros temperos.

Lobão, incriminado, julgado, condenado, preso, rebelado, amigo de traficantes temidos no Rio de Janeiro; conheceu os morros e se tornou uma figura indispensável no desfile da bateria da Mangueira em 1988; sua grande amizade com Elza Soares, Cazuza, Nelson Gonçalves; a fundação da banda Blitz e todos os problemas que esta lhe trouxe... O encontro com Herbert Viana da banda Paralamas do Sucesso e a batalha campal travada entre os dois por conflitos musicais, éticos e morais. Tudo isso tornou a vida de Lobão um livro aberto e invejável, no quesito Homem crítico, político e totalizante em si mesmo.

E falando em batalha campal, Lobão lembra a luta com as grandes gravadoras e a lei da numeração que insistiu em ser votada pelo plenário, para que as produções fossem numeradas, baixando o nível da pirataria e tendo os CDs vendidos em bancas, com preços mais acessíveis.

De seus vários relacionamentos ao casamento com Regina Lopes, sua atual esposa e empresária.

Todos estes fatos, aliados a uma vida instável e ao mesmo tempo controlada, fazem da vida e carreira de Lobão e do livro 50 ANOS A MIL uma necessidade a ser sabida por todos, demonstrando o quão a vida de João Luiz Woerdenbag Filho, o Lobão, é parecida com a de milhares de brasileiros, desmistificando aquele semblante de lobo mau, tão característico e assimilado por ele próprio.

Porém, um pouco de misticismo é sempre bom, e torna as coisas mais interessantes.

O livro possui 591 páginas. E acreditem, vale cada uma delas.
Leiam. Lobão – 50 ANOS A MIL.

Clique aqui e visite o site do Lobão