07/01/2019

Fragmento 108


Hoje me lembrei de você. De novo. Na verdade, você não sai da minha cabeça. Tudo o que faço, que vejo, que brinco, que sorrio, que leio... tudo tem você me lembrando a todo o momento o quanto te quero. De todas as formas. O quanto quero seu abraço, seu beijo, o quanto quero ir pra cama com você e prestar atenção em todos os detalhes do seu rosto enquanto você se contorce de prazer usando meu corpo.

Me lembro de você e do quanto sou apaixonado desde o primeiro instante. Seja num crepe, num livro, num vinho ou num sorriso. E você me faz ter medo de me aproximar. Um receio que me dá ainda mais vontade de te querer e ao mesmo tempo me impede.

Infelizmente, ou não, será sempre essa infelicidade: eu me lembrando o quanto te quero; você abre a boca e me repele sem ao menos perceber, sem ao menos considerar meu querer. E tudo isso só existe em minha cabeça, sem que exista você e eu no mundo real.

Você sem saber, e eu fingindo que nunca senti meu sangue correr mais rápido em meu peito quando te vejo.

02 de janeiro de 2019
_____

Siga o escritor Marco Buzetto nas redes sociais: Facebook. Instagram, Twitter.