27/03/2018

Fragmento 105

Não é tão simples como todos nós um dia imaginamos. A vida não é tão simples como todos nós um dia imaginamos. Nascer é um sacrifício, e acordar todos os dias dá trabalho. Levantar-se da cama dá trabalho, dá preguiça, e às vezes dá medo, dá agonia. Pensar “quem estou querendo enganar”?, é comum. O problema é que ficar na cama o dia todo – a menos que seja um dia merecido – deixa as coisas ainda piores. A vida próxima ao zero. O zero na vida é ruim. É falta de energia. É isolamento. E sendo falta de energia, falta de vontade, falta de ação, de querer, de buscar, de fazer, de continuar... é zero absoluto: morte. Fim. Estar vivo dá trabalho, mas é o mel da vida. É o que liga. Chorar algumas vezes para sorrir tantas outras. Do contrário, qual seria a graça?

Siga: Marco Buzetto II | Fan page nova: Marco Buzetto | Instagram: @MarcoBuzetto